Alongamentos em casa


 
Por:
Valéria Alvin Igayara de Souza
CREF 7075/ GSP - Especialista em treinamento.  


Leve o tronco à frete apoiando as mãos na cadeira. Mantenha a coluna reta e jogue o peso sobre a ponta dos dedos dos pés.
Desta forma você alonga a parte posterior das coxas e pernas e também as costas.
Os alongamentos são derivados de comportamentos humanos instintivos como alongar os braços e as pernas para espreguiçar e bocejar. Na medida que relaxam a mente e "regulam" o corpo, devem fazer parte da vida diária de cada um. Além de evitar futuras lesões, trazem muitos benefícios, como:
  • Redução de tensões musculares;
  • Relaxamento;
  • Benefícios para a coordenação, pois os movimentos se tornam mais soltos e fáceis;
  • Aumento do arco de maleabilidade;
  • Prevenção de lesões;
  • Facilita atividades de desgaste como, por exemplo, corrida, tênis, natação, ciclismo;
  • Desenvolve a consciência corporal à medida que a pessoa focaliza a parte do corpo que esta sendo alongada;
  • Ativa a circulação;
  • Ajuda no aquecimento à medida que eleva a temperatura do corpo;
  • Ajuda a liberar os movimentos bloqueados por tensões emocionais.
Podemos e devemos nos alongar de manhã, antes de começar o dia; no final do dia, para aliviar as tensões acumuladas depois de ficar sentado ou em pé por muito tempo e, principalmente, antes e depois de atividades físicas.
Todas as pessoas podem aprender a fazer alongamentos independentes da idade e do condicionamento físico. É gostoso fazê-los quando se procede de forma correta, respeitando a sua estrutura muscular, sua flexibilidade e seus limites pessoais.
A regularidade e o relaxamento são os fatores mais importantes para o alongamento, que deve ser feito lentamente e sem tensionamento. Nada de balanceios, pois estes enrijecem o músculo que você esta tentando alongar.
Quando for se alongar, assuma uma posição confortável e sustente-a relaxando o músculo. Permaneça nesta posição por 30 segundos. Não segure a respiração, mantenha-se respirando de forma lenta e controlada.
A flexibilidade, a maleabilidade da pele e a elasticidade muscular são poderosamente influenciadas por alguns fatores:
Endógenos (Internos)
Idade: quanto mais cedo iniciar o treinamento, maiores serão as possibilidades de atingir grandes arcos de mobilidade. Quanto mais velho menor a amplitude de movimento.
Sexo: Em geral, as mulheres são mais flexíveis, pois seus tecidos são menos densos.
Individualidade biológica: Portadores de patologias, como a síndrome de Down apresentam hipotonia e maior flexibilidade.
Exógenos (Externos)
Hora do dia: ao acordar apresentamos uma maior resistência aos movimentos de amplitude.
Temperatura: o frio reduz a elasticidade muscular.
A partir disto, tenha uma certeza, se você fizer alongamentos de forma correta e regular, notará que todos os movimentos que realiza se tornarão mais fáceis e seu corpo menos tenso.
 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers