Frutose pode prejudicar praticantes de musculação

Sabemos que um dos fatores que mais podem prejudicar um atleta ou um praticante de exercícios regulares é a má alimentação. Isso quer dizer que devemos tomar muito cuidado com o que comemos e o que não comemos. E um alerta assusta muitas pessoas nos últimos anos: o aumento do carboidrato frutose em diversos tipos de alimentos, o que pode prejudicar o metabolismo e levar a uma série de problemas.

Muito além das frutas

O aumento no consumo dos carboidratos está sendo muito prejudicial para muitas pessoas hoje em dia, e é a causa no mundo moderno do aumento de diversas doenças como diabetes, sobrepeso, etc. Mas o que as pessoas não sabem é que os carboidratos mais prejudiciais são aqueles refinados, ou seja, os embutidos em produtos industrializados, e que nem sempre sabemos que estamos consumindo. E um tipo de carboidrato que está em alta na indústria alimentícia, para prejuízo completo da população em geral, é a frutose. Se falarmos de frutose inicialmente, muitas pessoas podem imaginar que ele está presente apenas nas frutas, já que é delas que temos referência do consumo dessa substância.
Mas na verdade temos um aumento nos últimos anos no uso desenfreado dessa substância em diversos alimentos industrializados, o que aumenta significativamente a presença dela no nosso organismo sem que possamos nos dar conta, e acabamos com um carboidrato indesejado no nosso corpo. Isso pode prejudicar o nosso treino, a nossa resistência e aumentar a quantidade de gordura corporal significativamente, além de ser um gerador em potencial de muitas doenças como já vimos.
Os principais alimentos que encontramos a frutose são as frutas e o mel, mas o aumento do uso na indústria vem por meio de um xarope com alto teor de frutose, utilizado para adoçar ao extremo alguns tipos de alimentos, prejudicando o nosso organismo de forma rápida e silenciosa. A frutose é facilmente absorvida e metabolizada pelo nosso corpo, sendo que é facilmente convertida em gordura corpórea. A frutose já foi relacionada a desconfortos gastrointestinais, além de o seu consumo ser um fator de diminuição no ganho de massa muscular pelo praticante de musculação, prejudicando assim o exercício e o treino de forma geral.

FONTE: Malhacao.net

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers