Os carboidratos e sua correta forma de utilização

Os carboidratos são importantes substratos energéticos para a contração muscular durante o exercício. O consumo inadequado e insuficiente de carboidratos tem sido relacionado à fadiga precoce e queda de rendimento durante treinos de alta intensidade.
 Nosso organismo estoca carboidratos sob a forma de glicogênio, tanto no fígado quanto nos músculos. O glicogênio muscular é usado exclusivamente pelos músculos, basicamente, para produção de energia já o hepático é utilizado para a manutenção da glicemia açúcar no sangue e com o objetivo de suprir as necessidades energéticas do cérebro, do sistema nervoso e de outros tecidos. Estes depósitos limitados de carboidratos influenciam por quanto tempo o praticante de atividade física será capaz de se exercitar. Quando os estoques de glicogênio ficam muito baixos, atinge-se o limite da manutenção do exercícios, ou seja, o praticante de atividade física se sente extremamente cansado e precisa parar o exercício. Para manter, ou até mesmo aumentar, os estoques de glicogênio muscular durante períodos de treinamento, é necessário adequar o consumo e a suplementação de carboidratos.


Os diferentes tipos de carboidratos

 Os carboidratos podem ser classificados em três diferentes tipos, de acordo com o nível de complexidade das moléculas.
 - monossacarídeos com um açúcar por molécula
- dissacarídeos com dois açúcares por molécula
- polissacarídeos com inúmeros açúcares por molécula
Os mono e dissacarídeos são considerados carboidratos simples, rapidamente absorvidos pelo nosso organismo, por isso nos fornecem energia rapidamente. Os suplementos a base de carboidratos simples são a dextrose, a ribose e os carboidratos em gel. Já os polissacarídeos são carboidratos complexos, que possuem digestão lenta e por isso liberam energia aos poucos para nosso organismo. O suplemento de carboidrato complexo é a maltodextrina. Curiosamente, ao contrário dos carboidratos simples mono e dissacarídeos, os carboidratos complexos polissacarídeos não possuem sabor doce.


Carboidratos no Exercício Físico


Quanto maior a intensidade dos exercícios maior será a participação dos carboidratos como fornecedores de energia. O exercício prolongado reduz acentuadamente a concentração de glicogênio muscular, exigindo constante preocupação com a sua reposição, daí a importância da correta suplementação de carboidratos para manter a performance dos atletas e praticantes de atividades físicas. A restrição ou escassez de carboidratos estimula a gliconeogênese, ou seja, nosso organismo irá obter energia a partir de outros compostos, como as proteínas o que acarreta perda de massa muscular, processo não desejável que compromete a capacidade de melhorar a resistência física.  Assim os carboidratos além de serem responsáveis pelo fornecimento energético ao organismo ainda poupam as proteínas musculares evitando o catabolismo.


Carboidratos no pré-exercício

Existem evidências que a ingestão de carboidratos antes do treino é benéfica para a performance do desportista. Estudos demonstram que a ingestão de carboidrato complexo maltodextrina antes do exercício promove aumento da performance e fornece energia suficiente para realizar atividades físicas por uma hora.


Carboidratos durante o exercício


 Durante o exercício físico, é importante que a suplementação de carboidratos ingerida seja rapidamente absorvida, por isso os carboidratos simples são a melhor opção. A suplementação durante o exercício tem por objetivo manter as concentrações da glicose açúcar sangüínea, principalmente em esforços realizados por períodos de tempo prolongados, quando os depósitos de glicogênio muscular tendem a reduzir significativamente. A suplementação durante o exercício é recomendada para aquelas atividades que possuem duração superior à uma hora, pois assegura o fornecimento de energia durante os últimos estágios do exercício.


Carboidratos no pós-exercício

Depois do treino o principal objetivo da suplementação de carboidratos é providenciar energia e carboidratos necessários para a reposição do glicogênio muscular, assegurando uma rápida recuperação ao praticante de atividade física. É interessante que esta reposição do glicogênio muscular ocorra rapidamente, por isso o consumo de suplementos de carboidratos simples é mais indicada.
Fonte: Thais Souza
Nutricionista da Rede Mundo Verde

FONTE: Mundoverde.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers