Dê adeus à flacidez na hora do tchau


Músculo fundamental para os movimentos de dobrar os braços, o tríceps muitas vezes é odiado, principalmente pelas mulheres. É que ele evidencia a flacidez da pele e denuncia a idade e os quilinhos a mais quando não é exercitado com frequência. Isso lhe rendeu o apelido de “músculo do tchau”, já que é na hora dos acenos que mais mostra essa faceta de vilão.

Felipe Dronneau Bueno, personal trainer e sócio-proprietário da academia Espaço Fitness, diz que na maioria das vezes a queixa é feminina. E as mulheres realmente apresentam mais problemas com o músculo. “Quando se faz uma avaliação física, percebe-se que elas têm mais dobras cutâneas”, diz. Segundo o profissional, o acúmulo de tecido adiposo (gordura) é superior no corpo feminino pela carga genética. Se a mulher nunca exercita o músculo, é natural que ele acumule gordura e fique sem tonicidade.
Desse modo, a preocupação com o tríceps deve começar desde cedo, assim que o corpo estiver desenvolvido, com adesão à prática de exercícios que possam deixar essa região mais definida. Bueno salienta que o perfil da mulher e o estilo de vida que ela leva vão influenciar diretamente na maneira como esse músculo vai se comportar. “Evidente­mente uma tenista vai ter o braço mais definido, mas até mesmo uma dona de casa pode cuidar do tríceps, já que realiza atividades que trabalham esse músculo, como varrer e cozinhar”, exemplifica.

O professor de Educação Física da Academia Be Happy, William Robert Gelenski, explica que o que vai diferir o treino entre pessoas iniciantes e experientes são os níveis de cada carga e a intensidade com que se realizam os exercícios. “Mais do que meia hora dedicada a um só músculo faz com que o treino se torne desgastante e ineficiente para a maioria das pessoas”, diz Gelenski. Isso acontece porque não há completa recuperação da musculatura, o que pode trazer prejuízos.
O professor afirma que, com os exercícios, uma alimentação adequada é o ideal para garantir “tchaus” mais bonitos a longo prazo. “Não adianta nada treinar o músculo arduamente e comer frituras, açúcares, refrigerantes e outros alimentos cheios de calorias sem nutrientes”, diz. O conselho é dar valor a uma dieta equilibrada e que inclua, principalmente, alimentos que servem como combustível em qualquer tipo de atividade física, como o carboidrato.
Cirurgias
César Antônio Ribas Milleo, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica no Paraná, alerta que há uma distinção entre a flacidez do músculo e a flacidez da pele. No caso do problema no tríceps, o exercício sozinho é capaz de resolver. Mas, às vezes, mesmo com as atividades, as sobras continuam – o que indica que o excesso é de gordura na pele.
Para esses casos, a solução é lipoaspiração ou braquioplastia, segundo Milleo. Os dois procedimentos funcionam da seguinte forma: enquanto a segunda tira somente o excesso de pele, a primeira extrai o excesso de gordura e depois a pele. Depois da plástica, é preciso controlar o peso, ter alimentação adequada e praticar exercícios para manutenção do tríceps firme.

FONTE: Gazetadopovo.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers