5 Exercícios Populares que você não precisa fazer!

Sua rotina é corrida? Está sempre com falta de tempo? Mal pode ir à academia? Preparamos uma lista de 5 exercícios com os quais você não precisa mais perder tempo na academia. São séries que oferecem pouco ou quase nenhum resultado e que podem ser substituídos por outros, principalmente se você já está em um nível intermediário para cima. Seja para ganhar músculos ou emagrecer, saiba quais são os exercícios que você pode evitar e que não farão nenhuma falta aos seus treinos!
 1. Abdominal Plank
O Abdominal plank trabalha o grupo muscular conhecido como Core ou da região central do corpo, acionado para o equilíbrio e estabilidade. Apesar de bastante útil para quem está iniciando, o abdominal plank tem pouco a oferecer aos treinos intermediários e avançados. Como é um exercício que trabalha primariamente somente com o peso do corpo, o abdominal plank passa a ficar mais fácil na medida em que o condicionamento é atingido. Se você consegue se sustentar por 30-60 segundos ou mais em cada série, o seu progresso será praticamente nulo a partir de então. Ao atingir esse nível é recomendável executar variações do abdominal ou flexões, que são exercícios com a mesma proposta e uma dificuldade mais elevada.

2. Abdominal tradicional
Um mito bastante discutido nos treinos é a efetividade, quantidade e frequência de abdominais. Ao contrário do que se acredita, fazer centenas de abdominais por dia não lhe dará um abdômen tanquinho. Existem duas possibilidades para as pessoas que afirmam ter essa rotina: Ou estão mentindo, ou fazem errado. Os abdominais trabalham apenas um pequeno grupo muscular da região e conforme o número de repetições e o nível do treino, podem haver esforços desnecessários para o pescoço e as costas.
Uma alternativa para os abdominais tradicionais é realizá-los com uma bola terapêutica, que irá requerer uma contração corporal maior para manter o equilíbrio.
  
3. Supino
Apesar de ser quase uma unanimidade para a maioria dos frequentadores de academia, o supino é muitas vezes realizado de maneira imprópria, principalmente quando feito por iniciantes, que costumam dedicar boa parte de seu treino para peito neste exercício.
De acordo com pesquisas recentes, o supino tradicional não deve ter um volume maior do que 20% dos exercícios de pressão, sendo que 80% devem ser feito em ângulos diferentes (inclinado ou declinado). Além disso, é recomendável que 50% dos exercícios sejam feitos com halteres, pois permitem que os movimentos sejam mais naturais e trabalhem melhor os músculos estabilizadores.
Basicamente, o supino tradicional pode estar incluído em qualquer treino desde que seja executado apropriadamente. O supino como regra geral não deve ser o principal exercício para peito.

  4. Flexor sentado

Junto com o Leg Press, o conhecidíssimo flexor sentado é um exercício que também pode ser substituído por outro. Assim como vários outros exercícios realizados na máquina, o flexor também se concentra em apenas um grupo muscular, neste caso o quadríceps. O movimento realizado na máquina do flexor impede que o corpo realize movimentos mais completos, lhe impedindo de fazer um exercício que trabalhe melhor esse grupo muscular e o restante do corpo de uma maneira mais efetiva.
Boas alternativas para a máquina de flexor sentado é o afundo com halteres e agachamento com peso.
 
5. Levantamento em barras paralelas
Este é um exercício com uma característica oposta aos mencionados anteriormente, pois possui uma dificuldade mais elevada. Portanto, caso você não esteja em um nível avançado há chances de estar executando de forma errada. Como é um exercício de apoio corporal, a má técnica pode causar lesões e prejudicar a progresso de um modo geral. Peça auxílio de um instrutor para a execução perfeita deste exercício.
Boas alternativas para o levantamento em barras paralelas é a elevação de pernas com inclinação e o abdominal canivete. 

FONTE: Totalfit.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers