ABC Dieta Paleolítica

 

 
A evolução humana não trouxe apenas vantagens, vários estudos documentaram um aumento da incidência de várias doenças desde período do Neolítico. Curiosamente, a dieta do Paleolítico era mesmo a mais rica e diversificada, e era tão simples que até um homem das cavernas conseguia seguir. Eis as características deste modelo:
Teor moderado de proteína. A carne, sobretudo de animais de pasto, o peixe e os ovos são as fontes preferenciais de proteína. No paleolítico, a carne fornecia cerca de 30% da energia e os seus aminoácidos tiveram um papel crucial no desenvolvimento cerebral do homem e das suas capacidades intelectuais.
Verdes e coloridos. Na Dieta paleolítica, não precisas de suplementos de vitaminas, minerais nem antioxidantes. Tudo o que precisas está no cabaz de hortaliças e verduras, quanto mais variado melhor. Este modelo defende quantidades generosas destes alimentos e sobretudo uma grande variedade entre folhas, tubérculos, frutos, bolbos, etc. 
Gordura q.b. A gordura tem um papel crucial na saúde, embora nem seja reconhecido, se pretendes emagrecer convém teres algum controlo das porções, no entanto podes admirar-te por encontrares óleo de coco, coco ralado, abacate e vários óleos não refinados como ingredientes de diversas receitas.
Frutos e sementes. A fruta é a principal fonte de hidratos de carbono neste modelo mas aposta forte nas frutas mais ricas em antioxidantes como as amoras, framboesas, mirtilos. Inclui também porções moderadas de frutos secos, ricos em minerais, vitamina E e fibra.
Diz não aos lácteos, cereais e leguminosas. A Paleo elimina os principais “anti-nutrientes” da alimentação moderna: lactose, glúten e lectinas. Os mentores defendem que, além de outros contaminantes introduzidos nestes alimentos, estes três podem ser responsáveis por alguns fenómenos autoimunes que estão na origem de várias doenças neurodegenerativas.
Paleo desportista. O modelo Paleo mais fundamentalista pode ser pouco apelativo para os atletas de endurance dado que é, a sua essência, uma dieta low carb. No entanto, podes adaptar a dieta Paleolítica às tuas necessidades introduzindo fontes de amido como os tubérculos (batata, batata-doce, inhame) assim como a banana, a fruta do desportista.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers