L-Arginina: o melhor suplemento “anti-envelhecimento”

 
 
Se já passou dos quarenta anos de idade está a começar a notar sinais de envelhecimento, então, de acordo com o bioquímico egípcio Mohamed  Gad, existe uma forma muito simples de restaurar parte da sua juventude e vitalidade.
Tome 5 g L-arginina todas as noites antes de ir para a cama, e o seu corpo irá em breve começar a funcionar melhor.
A L-Arginina é um complemento interessante, Gad escreveu um artigo de revisão que vale a pena ler. É o precursor do “bom” radical livre NO, e o composto tem tantas funções positivas no corpo que os investigadores consideram a L-arginina um aminoácido “semi-essencial “. Embora o corpo sintetize L-arginina através da conversão de outros aminoácidos, os 2,5-5 g de L-arginina que nós consumimos diariamente através da nossa dieta quase não é o suficiente.
Aqui está uma amostra de uma lista aleatória, de maneira completa dos efeitos positivos da L-arginina: os estudos mostraram que doses de vários gramas de L-arginina dilatam os vasos sanguíneos, em resultado do qual os rins funcionam melhor. A L-arginina reduz a concentração de colesterol LDL “mau”.
A L-arginina estimula a produção de células de esperma e melhora o funcionamento sexual em alguns homens que têm problemas de impotência. A L-arginina ajuda o epitélio do estômago a proteger-se a si mesmo, pode ajudar a reduzir o nível de ácido no estômago e acelera a recuperação de úlceras estomacais.
A L-arginina também ajuda a curar as feridas mais rapidamente. Isto acontece em parte porque a L-arginina converte-se em L-ornitina, que por sua vez se converte em L-prolina.A  L-Prolina é um precursor do colagénio, um componente importante do tecido conjuntivo.
Igualmente importante é – mais uma vez – o óxido nítrico. O óxido nítrico activa o sistema imunológico, inibe reacções inflamatórias e aumenta o fornecimento de sangue para os tecidos que necessitam de reparação.
Por ultimo, mas não menos importante, estudos realizados em animais e um pequeno estudo realizado em humanos mostraram que um cérebro envelhecido funciona melhor o com a suplementação com L-arginina, possivelmente porque o ON estimula a produção do neurotransmissor glutamato no cérebro.
No papel, L-arginina é uma substância anti-envelhecimento perfeita. Dado que os investigadores pretendiam verificar se o aminoácido é tão bom na realidade como é no papel, Gad administrou a 21 homens e mulheres, com idades entre 41 e 75, uma dose diária de 5 g L-arginina antes de dormir, durante um período de quatro semanas.
Os indivíduos do teste não eram particularmente saudáveis. 18 deles tomavam “medicamentos para controlar a hipertensão, ou isquemia do miocárdio, diabetes, doença do refluxo gastro-esofágico (DRGE) e hiperacidez, hipotiroidismo, neurite, ou artrite reumatóide”.
A tabela abaixo mostra como os indivíduos reagiram ao suplemento. A lista mais abaixo resume as observações dos voluntários.


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers