Alongamentos antes do pedal

 
 
Quando o assunto é alongamento, a opinião dos profissionais é bastante pessoal e divergente em relação a alongar-se antes ou após as atividades (ou os dois), tempo de duração, freqüência... Mas é unanimidade o fato de que alongamento faz muito bem ao corpo e à saúde e deve ser feito em conjunto com a prática esportiva e de forma correta.

Os exercícios de alongamento podem ter as seguintes finalidades:
● dissipar acúmulos de tensão do músculo;
● melhorar a irrigação sanguínea;
● reorganizar as fibras musculares;
● ganho de flexibilidade (amplitude de movimento);
● eliminar encurtamentos (caso existam);
● aquecimento

Existem 2 circunstâncias de exercícios de alongamento estático, com diferentes necessidades e diferentes efeitos:

-- Quando você vai iniciar ou está no fim de uma prática esportiva, e não possui encurtamentos diagnosticados, o alongamento será mais suave, com pequena duração, com o objetivo de dissipar acúmulo de tensão, melhorar a irrigação, aquecimento e reorganização das fibras. Você deve gastar de 10 a 30 segundos. Nesse caso, o tecido retorna à sua posição original, entre 1 e 2 horas depois.

-- Já os programas específicos para ganho de flexibilidade e/ou eliminação de encurtamentos musculares devem ser adequados às condições do atleta. Nesse caso, deve-se fazer primeiramente um alongamento suave, que leva ao aumento gradual da temperatura dos tecidos. As 2 séries subseqüentes devem ser entre baixa e moderada tensão muscular para o desenvolvimento de flexibilidade, no qual os tecidos não retornam à sua posição original, havendo aumento da amplitude de movimento (ganho de flexibilidade).

Auto-percepção de desconforto:
1 – fraco
2 – moderado Þ recomenda-se ficar entre o 2 e o 3
3 – forte
4 – muito forte

Existem também outros dois tipos de alongamentos que são utilizados na prática esportiva:
- O alongamento dinâmico, que é específico para cada esporte, sendo este a reprodução de um gesto esportivo, várias vezes consecutivas, que servem também como aquecimento para o esporte;
- e as técnicas de facilitação neuromuscular (FNP), nas quais o músculo alongado é primeiramente contraído e em seguida alongado estaticamente.

O que NÃO se deve fazer:

● balanceios durante a execução (o alongamento deve ser estático);
● forte tensão muscular (isso depende da sensibilidade de cada pessoa);
● provocar dor durante a execução (deve-se fazer a distinção entre desconforto e dor muscular) - a dor mostra que algo está errado!;
● ter uma postura desleixada durante os exercícios

O que é imprescindível:
● boa qualidade dos exercícios;
● execução com precisão;

● ter boa percepção corporal;
● aprender 1º a técnica correta para depois se preocupar com a melhora da flexibilidade

Outro fator muito importante é a associação da respiração com os exercícios de alongamento. Esta deve ser lenta, rítmica e controlada.

Fazendo alongamentos regulares e sentindo-se confortável e sem dor, os exercícios irão se tornar uma prática prazerosa e o ganho de flexibilidade ocorrerá naturalmente.


Não faça alongamentos só para ser flexível! Faça-os para sentir-se bem!

FONTE: Pedal.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers