HIIT – O Melhor Treinamento para Queimar Gordura

 
 
O HIIT(high intensity interval training) é uma proposta de treinamento aeróbico aonde são intercalados exercícios de alta intensidade com exercícios de baixa intensidade. Esta proposta é considerada por muitos mais eficaz para a perda de gordura e condicionamento em geral do que o treinamento aeróbico convencional em baixa intensidade. Em algumas pesquisas, o HIIT se mostrou 50% mais eficaz na queima de gordura do que o treino aeróbico em baixa intensidade, também se revelando mais eficaz na aceleração do metabolismo pós-exercício, ajudando na queima de calorias ao longo do dia.

10% A mais de perda de gordura

Um estudo da East Tennessee State University, em 2001, mencionou que indivíduos que seguiram o programa HIIT queimaram 100 calorias a mais por dia em 24 horas depois do exercício.

Usar a gordura para o combustível do exercício

Um novo estudo publicado no Jornal Americano de Psicologia aponta outra forma que o HIIT queima mais gordura corporal. Pesquisadores reportaram que 6 semanas de treino HIIT aumentaram a quantia de proteínas especiais no músculo que são responsáveis por carregar gordura na mitocôndria (onde a gordura é queimada em energia) em até 50%. Ter mais destas proteínas no músculo significa que mais gordura pode ser queimada em forma de energia durante treinamentos e enquanto descansa.


Mas o HIIT é aconselhável para fisiculturistas?

Sim. Embora muitos fisiculturistas e treinadores argumentam que seguir aeróbicos mais lentos e longos é melhor para queimar gordura e proteger massa muscular, o oposto parece ser a verdade.
Aeróbicos feitos numa intensidade maior por um período de tempo menor não vão apenas manter seu músculo, mas podem ajudá-lo a construir massa muscular. Quando você treina num ritmo lento e estável por um período mais longo, você está treinando suas fibras musculares para serem mais aeróbicas e mais resistentes.
Você sabe como fibras musculares se adaptam a se tornarem mais aeróbicas e ganhar maior resistência? Se tornando menores e mais fracas! Quanto menor é a fibra muscular, menos o tempo que é levado para os nutrientes serem transportados dentro da mesma. Isso acelera a taxa em que os nutrientes podem ser queimados em energia.
Mas mesmo se você pensa nisso numa perspectiva de senso comum, isso faz total sentido. Ao começar que falar que aeróbicos lentos e estáveis por períodos longos são melhores à manutenção de massa muscular, é a mesma coisa que falar que fazer Roscas com halteres de 2kg por 30 minutos diretos irá construir mais músculo do que fazer Roscas com 15kg em séries de 10 repetições com 2 minutos de descanso entre elas. O HIIT claramente é mais eficaz para criar músculo.

A pesquisa traz mais:

HIIT – A beta-alanina para crescimento muscular

Um estudo no Journal of the International Society of Sports Nutrition apontou que homens seguindo o programa de HIIT de 6 meses (feito por 15 minutos/dia na proporção 2:1 de exercício-descanso, 3 dias por semana) se suplementando com beta-alanina ganharam mais de 1kg de músculo – apesar de não treinar com pesos no programa.

Eleve a sua testosterona por 100% com o treinamento HIIT

Em outro estudo, pesquisadores da Nova Zelândia tiverem ciclistas competitivos em 4 semanas de treinamento HIIT, envolvendo corridas de 30 segundos numa bicicleta ergométrica separados por 30 segundos de descanso. Um grupo correu com alta resistência nos pedais, dificultando a pedalada, enquanto o outro grupo usou menos resistência, facilitando a pedalada. Ambos os grupos pedalaram o mais rápido que puderam durante corridas de 30 segundos. Foi descoberto que os homens pedalando em maior resistência elevaram seus níveis de testosterona em quase 100 por cento, enquanto o grupo pedalando em menos resistência apenas aumentou seus níveis em torno de 60 por cento. Sendo que a testosterona é crítica para impulsionar crescimento e força muscular, isso significa que fazer o HIIT com maior resistência pode contribuir para crescimento e força muscular.


O HIIT também lhe ajuda a manter a sanidade, sendo que você pode terminar o aeróbico mais rápido. Não consigo pensar em algo mais monótono do que ficar preso numa esteira ou em aparelhos similares por 30 longos minutos! Com o HIIT a explosão de intensidade pode ser mais difícil, mas elas são curtas e desafiadoras. Isso torna o treino mais “divertido” e o completa mais rapidamente.
Outro benefício do HIIT é que você pode fazê-lo em quase qualquer lugar com qualquer equipamento – ou sem nenhum equipamento! Embora possa ser feito com equipamentos de academia, o HIIT não exige isso. As possibilidades são infinitas. Você pode usar uma corda de pular, usar pesos, usar elásticos extensores, ou apenas seu próprio peso.
Então considere fazer menos treinos lentos e longos na área aeróbica e faça mais o HIIT. Os benefícios serão uma perda enorme de gordura devido à elevação do seu metabolismo de descanso e às enzimas de queimação de gordura.

O Programa HIIT Iniciante-Para-Avançado de 8 semanas

      • Fase 1: relação de 1:4(Proporção de alta intensidade pra baixa intensidade 1(15 s):4(4x15s = 60s)), num treinamento de até 15 minutos;
      • Fase 2: diminui-se a relação para 1:2 e aumenta-se o tempo total do exercício para 17 minutos;
      • Fase 3: o tempo de descanso é cortado pela metade, trazendo a relação para 1:1 e o tempo total de exercício é aumentado para 18.5 minutos.
      • Fase 4: o tempo de descanso é cortado mais uma vez, aumentando a relação para 2:1 e aumentando o tempo de duração para 20 minutos.

A duração de cada fase é apenas uma sugestão, se você precisar de mais de duas semanas em uma fase em particular antes de passar para a próxima, vá em frente. Da mesma forma, se você achar determinada fase fácil demais e quiser pular para a próxima fase.
Você pode fazer este treino usando ferramentas, como a corda de pular, ou correr, ou usar uma bicicleta ergométrica. Use a sua imaginação. Apenas siga os seguintes intervalos de exercício-descanso como indicado.

FASE 1 (1:4): Semanas 1-2

TempoExercício
15 segundosExercício de alta intensidade
60 segundosPausa ou exercício em baixa intensidade
Repita o ciclo 10 vezes, terminando com um explosão de 15 segundos em alta intensidade.
Tempo total: 14 minutos

FASE 2 (1:2): Semanas 3-4

TempoExercício
30 segundosExercício de alta intensidade
60 segundosPausa ou exercício em baixa intensidade
Repita o ciclo 10 vezes, terminando com uma explosão de 30 segundos em alta intensidade.
Tempo total: 17 minutos

FASE 3 (1:1): Semanas 5-6

TempoExercício
30 segundosExercício de alta intensidade
30 segundosPausa ou exercício em baixa intensidade
Repita o ciclo 11 vezes, terminando com uma explosão de 30 segundos em alta intensidade.
Tempo total: 18.5 minutos.

FASE 4 (2:1): Semanas 7-8

TempoExercício
30 segundosExercício de alta intensidade
15 segundosPausa ou exercício em baixa intensidade
Repita o ciclo 25 vezes, terminando com uma explosão de 30s em alta intensidade.
Tempo total: 20 minutos

Referências:

      • King, J. W. A comparison of the effects of interval training vs. continuous training on weight loss and body composition in obese pre-menopausal women (thesis). East Tennessee State University, 2001.
      • Talanian, J. L., et al. Exercise training increases sarcolemmal and mitochondrial fatty acid transport proteins in human skeletal muscle. Am J Physiol Endocrinol Metab IN press, 2010.
      • Smith, A. E., et al. Effects of β-alanine supplementation and high-intensity interval training on endurance performance and body composition in men; a double-blind trial. Journal of the International Society of Sports Nutrition 6:5, 2009.
      • Paton, C. D., et al. Effects of low- vs. high-cadence interval training on cycling performance. Journal of Strength and Conditioning Research 23(6): 1758-1763, 2009.
FONTE: Curtomusculacao.com
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers