A gordura abdominal está associada a doenças cardiovasculares


Gordura visceral, a grande vilã de problemas cardiovasculares

Existem dois tipos de gordura abdominal, a subcutânea que fica sob a pele e a visceral que se esconde entre visceras e é a mais perigosa. E fácil diferemciar uma da outra: se você se deitar e a barriga se esparramar para os lados, é subcutânea, se ficar rígida feito uma bola, é viscera. Ambas devem ser combatidas. Para saber se a gordura abdominal está comprometendo a sua saúde, meça a região que fica entre a última costela e a crista ilíaca. Para as mulheres, se a medida ultrapassar 80 cm e para os homens 94 cm, já há um risco moderado de desenvolver doenças cardiovasculares. Se a medida ultrapassar 88 cm para e 102 cm para os homens, o risco é alto! E preciso realizar mudanças para reduzir a gordura. Alguns alimentos contribuem para a redução da gordura abdominal: frutas cítricas, vegetais crucíferos, cereais integrais, peixe, amêndoas, clara cozida, aveia e cevada.
As células  de gordura estão constantemente se enchendo e esvaziando e ao se esvaziarem, jogam ácidos graxos e glicerol na corrente sanguínea
Conheça os alimentosa que contribuem para a formação da gordura abdominal e tente evitá-los:
  • Alimentos com gordura trans – Faça muito atenção com produtos industrializados. Apesar da campanha eles ainda estão nas prateleiras dos supermercados. Esse é o tipo de ácido graxo que atua diretamente na cintura.
  • Refrigerantes -
  • Um copo contém cerca de 4 colheres de açúcar, isso faz com que a glicemia suba rapidamente, gerando mais energia que o corpo é capaz de utilizar e este excesso irá se transformar rm triglicerídeos e posteriormente em girdura abdominal.
  • Bebidas alcóolicas – as piores são as destiladas que tem alta dosagem alcóolica e aumenta a glicemia.
  • Frituras de imersão – evite batata-frita, bife à milanesa. Estes alimentos contém o dobro de calorias em relação a versão assada ou cozida. Mesmo que se coma pouco, elas geram muitas calorias.
  • Pizza – devido a grande quantidade de farinha refinada, a digestão é rápida e também provoca elevação acima do normal da glicemia e além disso costuma ser acompanhada por queijo, molho, fontes de gordura ruins.
  • Macarrão – geralmente comemos em quantidade maior do que o arroz e o carboidrato em excesso é sinal de glicemia exagerada e acúmulode gordura na cintura
  • Creme de leite – é rico em gordura saturada que eleva o colesterol e se acumula na cintura.
  • Gordura animal – carne vermelha, bacon, manteiga e queijos amarelos aumentos a adiposidade do corpo.
Dicas para viver melhor e com saúde: Coma mais frutas principalmente as cítricas, invista em um prato colorido priorizando as saladas verdes, de preferência aos pães integrais, coma mais aveia, granola e linhaça, troque os refrigerantes por sucos naturais e coma peixe e carnes magras preferencialmente grelhadas, leite desmantado ao invés de integral, prefira requeijão light ao invés de manteiga ou margarina, arroz integral ao invés do branco ou parbolizado e faça atividades fisícas regularmente com a indicação do seu médico.
 
FONTE: Nutricao.inf.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers