Alimentos de fácil digestão podem ajudar a melhorar o sono e tornar sua noite mais tranqüila.


A alimentação é um dos pilares da boa saúde. Por isso, é preciso ter muita atenção com ela. E, quanto antes se começa a cuidar do aspecto nutricional, melhor. Mas quando o assunto é comida, sempre surgem dúvidas e opiniões divergentes, como a velha questão: "pode ou não pode comer antes de dormir?".

Enquanto os profissionais especializados em medicina chinesa, por exemplo, pregam que este hábito não é bom para a saúde, porque é durante o sono que o corpo descansa, outros alegam que, de forma moderada, comer logo antes de ir para a cama pode até ser benéfico.

A nutricionista Regina Mestre Amengual*, por exemplo, acredita que, por passarmos um período prolongado em jejum durante o sono, seria sensato consumir alimentos leves neste período. "É importante para assegurar uma boa reserva de glicogênio e evitar hipoglicemia no início da madrugada", explica.

Sinal verde para um lanchinho , porém, não é o mesmo que liberar pratos hipercalóricos. Antes de dormir devem ser evitadas as comidas pesadas, ricas em gorduras e proteína animal, especialmente as carnes vermelhas e os alimentos que costumam causar fermentação, como feijão, couve-flor, brócolis e repolho, entre outros.

Para a nutricionista, devem ser privilegiados nesta ceia as frutas - pois a frutose ajuda a acalmar e melhorar a qualidade do sono -, os legumes e as verduras, especialmente o alface, rico em substância opiácea, que melhora o sono. E também as proteínas com baixo teor de gordura, como ovos e lacticínios desnatados (leite, queijos e iogurtes).

"O iogurte e o leite desnatado são ótimas opções por serem ricos em triptofano, o aminoácido precursor da serotonina - neurotransmissor responsável pelo humor e que, segundo pesquisas, ajuda a pessoa a ter um sono reparador", diz ela.

Agora, se você chega da faculdade ou do cursinho com fome de leão e não consegue se satisfazer apenas com um copo de leite ou iogurte, pode complementar o lanche com sanduíches preparados com pão integral (rico em fibras e vitaminas), folhas verdes e algum tipo de proteína de baixo conteúdo de gordura (peito de peru, ovo ou queijo branco).

Ou ainda substituir por sopas ou um prato de macarrão integral ou grano duro, evitando os molhos supergordurosos. Não é aconselhado o consumo de tortas, bolos, biscoitos nem chocolate neste horário, pois são carboidratos de alto índice glicêmico, que satisfazem por pouco tempo. "Os queijos amarelos, que contêm tiramina, também devem ser evitados, pois podem provocar pesadelos e sensação de ressaca no dia seguinte", diz Regina.

Conclusão: o melhor é usar o bom senso e fazer refeições leves e moderadas, para dormir com os anjos.

*Regina Mestre Amengual, nutróloga especializada em nutrologia clínica pela Associação Brasileira de Nutrologia. Especialista em medicina interna pelo Ministério da Saúde da Espanha, especialista em cardiologia pelo Instituto de Pós-graduação Médica do Rio de Janeiro e mestre em nutrição e dietética pela Universidade de Granada, na Espanha.

FONTE: Nestle.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers