Saiba a importância do exercício de agachamento máximo


O exercício de agachamento profundo ou máximo é considerado o principal exercício de musculação por muitos profissionais e praticantes do fitness, principalmente aos que estão ligados ao alto rendimento. A importância que se dá a esse exercício está relacionada aos grandes benefícios que ele pode proporcionar aos praticantes, como aumento de força, equilíbrio, potência, tônus, definição e hipertrofia de todos os grupos musculares envolvidos no exercício, quando realizados de forma correta.
Existe uma grande contradição em se afirmar que o agachamento trabalha apenas os músculos do quadríceps (região anterior das coxas). No movimento de retorno há também uma extensão do quadril, o que faz com que os músculos do glúteo máximo e posteriores da coxa (isquiotobiais) também sejam trabalhados no exercício. Além da perna, outros grupos musculares fazem parte do suporte para execução do agachamento como abdominais (eles são trabalhados numa tentativa de sustentar a coluna lombar) e adutores e abdutores (por manter a amplitude e estabilização das coxas).
Falando em coluna, alguns cuidados importantes devem ser seguidos ao executar esse exercício. O primeiro de todos é onde e como apoiar a barra. Ela deve estar posicionada na linha posterior dos ombros, e permanecer apoiada sobre os trapézios com uma empunhadura ligeiramente ao lado dos ombros, de forma que os cotovelos fiquem posicionados apontados para o chão. O posicionamento da barra em cima do pescoço (sobre o processo espinhoso da coluna vertebral), e a empunhadura muito afastada, além de incômodo, fazem com que o tronco seja projetado para frente durante a execução do exercício, o que é errado. A posição da coluna deve ser ereta com pequena inclinação para frente durante todo movimento de agachar. Dessa forma existe uma menor compressão dos discos intervertebrais da coluna.
Para execução correta do exercício de agachamento profundo, é necessário que a pessoa tenha coordenação motora e boa consciência corporal, além de uma boa capacidade de alongamento e flexibilidade dos músculos da cadeia posterior (panturrilhas, isquiotibiais, glúteos e paravertebrais). Encurtamentos musculares nesses grupos atrapalham a execução, fazendo com que a coluna fique curvada causando principalmente dores na região lombar e riscos de lesão. Nesse caso, é preferível realizar algumas semanas de treinamento de flexibilidade e fortalecimento geral, antes de iniciar o treino com agachamento máximo.
Todos, independente da idade, podem realizar esse exercício, desde que tenham os devidos cuidados e a execução seja correta. É altamente recomendável para as mulheres que desejam um bumbum empinado e a coxa mais tonificada executar o agachamento máximo. Estudos relatam ganhos em relação aos tradicionais exercícios em máquinas (cadeiras extensoras e flexoras, abdutoras e adutoras) e aos exercícios que isolam os músculos da região glútea quando trabalhada com caneleiras em quatro apoios, além de ser mais eficiente que o próprio agachamento em máquina ou agachamento até 90 graus. Esses outros exercícios devem apenas complementar o treino, mas a maior eficiência sempre será dos exercícios compostos com peso livre, como agachamento e levantamentos.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers