Alimentos Ricos em Fibra


Está confuso com todas as mensagens que lê nas revistas? Coma isto, não coma aquilo! É tempo de esquecer todas aquelas mensagens confusas e aplicar uma abordagem sem esforço, agradável e de elevado sucesso àquilo que come. Reuni conselhos concisos, claros e fáceis de seguir; você irá ganhar confiança rapidamente e obter controlo sobre as suas opções alimentares…

Acabou-se a confusão!

Quando foca a sua atenção em apenas quatro áreas chave, o resultado é uma dieta equilibrada e de melhoria do bem-estar. Essas quatro áreas essenciais são as Proteínas, Fibras, Hidratos de Carbono e Gorduras. Imprima este artigo e consulte-o regularmente até o seu conteúdo ficar firmemente estabelecido na sua mente e tiver os princípios a trabalhar para si. Irá ficar espantado com os resultados incríveis!

Diminua o Consumo dos Hidratos de Carbono Maus

Enche-se de batatas, massa, pão, arroz? Com que frequência come bolos, bolachas, doces e batatas fritas? Estes alimentos obtêm-se rápida e facilmente e são um prazer para o paladar, pelo que não é surpresa que tenham a tendência a constituir a maioria da nossa dieta moderna. Infelizmente, os hidratos de carbono maus, açúcares e amidos, são a razão pela qual tantas pessoas têm peso em excesso. Muitos destes alimentos convertem-se rapidamente em açúcar no corpo e, quando não são necessários de imediato como combustível, o excesso é armazenado como gordura corporal.
Por outro lado, as fontes de hidratos de carbono bons, são os vegetais frescos e coloridos, que também fornecem ao seu corpo fibras essenciais. Encha o seu prato de cor; feijão verde, pimentos amarelos, couve roxa e, estará a comer os hidratos de carbono ‘certos’!
Se leva uma vida sedentária e adora os seus hidratos de carbono, irá achar difícil fugir à equação: hidratos de carbono em excesso + actividade física mínima = gordura em excesso.
A solução é bastante óbvia: reduza o seu consumo de hidratos de carbono. Mas o que é que come em substituição? Como é que combate a fome? Isso leva-nos aos dois princípios seguintes… fibras e proteínas.

Aumente o Consumo de Fibras

As fibras ajudam-no a sentir-se cheio, uma dieta que forneça bastantes alimentos ricos em fibras, provavelmente o deixará sem sentir fome. Ocorrem vários benefícios quando aumenta a sua ingestão:
• Os alimentos ricos em fibras vêm recheados de vitaminas e minerais
• Têm um elevado conteúdo de água – essencial para prevenir a obstipação
• As fibras ajudam a optimizar o processo digestivo, ‘mantendo as coisas em movimento’ e assegurando que as toxinas e os desperdícios são eliminados mais rapidamente
• Os alimentos ricos em fibras ajudam a povoar o intestino com bactérias benéficas, que mantêm as bactérias más reduzidas a um mínimo, criando um equilíbrio interno
Então, o que são estes espantosos ‘alimentos com fibras’?
Legumes – montes deles! Coma tantos quantos queira, definitivamente pelo menos sete doses por dia – uma dose corresponde a duas colheres de sopa cheias. Coma vegetais crus, bem como ligeiramente cozidos e certifique-se que obtém uma boa variedade: espargos, brócolos, couves de Bruxelas, couve-flor, aipo, courgettes, pepino, alho, feijão verde, pimento verde, alho francês, alface, cogumelos, cebolas, ervilhas, espinafres, sementes, batata doce e tomate. Uma enorme salada colorida todos os dias é um presente recheado de fibras para o seu intestino!
A fruta também é uma excelente fonte de fibra, mas tem imenso açúcar (fructose), o qual o seu corpo irá converter em glucose e armazenar como gordura se não for necessária de imediato. Quase todos os legumes têm baixo teor de açúcar, pelo que recomendamos que aumente o consumo de legumes e limite a fruta a duas peças por dia, enquanto está a tentar perder peso. As melhores escolhas de frutos são: maçãs, damascos, cerejas, toranja, uvas, kiwi, laranjas, pêssegos, pêras, ananás, ameixas, morangos e melancia.
A falta de fibras pode resultar num corpo com excesso de peso, sem energia, cheio de toxinas, você necessita realmente desses alimentos ricos em fibras! Portanto, encha-se de legumes, personifique “A saga do homem verde”.

Aumente o Consumo de Proteínas

As proteínas são um ingrediente vital na sua dieta, mas não é necessário, nem saudável, que se encha de bifes, queijo, ovos e natas, como nas actualmente populares dietas ‘pesadas em proteínas’. Esta abordagem desequilibrada à alimentação, resulta num excesso de calorias provenientes das gorduras e um esforço excessivo para o sistema digestivo e para os órgãos de eliminação. O método mais seguro é escolher fontes de proteínas alternativas, de elevada qualidade, que assegurem que recebe proteínas suficientes diariamente e satisfaçam o seu apetite:
• Carnes magras, peixe, tofu, soja, lentilhas, clara de ovo e leite.

Diminua as Gorduras Defeituosas

Sabemos que o excesso de gordura corporal irá, eventualmente, prejudicar a saúde, mas a gordura é vital para a saúde. Ela fornece ao corpo nutrientes multi-funcionais, ácidos gordos essenciais, dando vida a cada célula do seu corpo.
As gorduras ajudam a manter os seus vasos sanguíneos elásticos, alimentam o  eu cérebro e nutrem o seu sistema nervoso! O seu corpo sabe precisamente quais são os nutrientes que são necessários a cada refeição. Quando um nutriente é deficiente, tal como a gordura, o seu corpo manter-se-á com fome até você reabastecer o fornecimento. Bolos, pastelaria, bolachas, doces, chocolates, batatas fritas, etc, estes alimentos de conforto, com gordura e açúcar, facilmente acessíveis, são incapazes de satisfazer o apetite. Eles não contêm a qualidade ou a gama de nutrientes necessários para sustentar as funções do corpo. Em vez disso, eles fornecem formas defeituosas de gordura, ácidos trans-gordos, óleos e margarinas hidrogenadas ou parcialmente hidrogenadas.
As gorduras defeituosas não podem ser facilmente usadas ou eliminadas pelo corpo, pelo que ficam armazenadas nas células gordas, as quais irão crescer até atingirem a sua capacidade máxima, multiplicando-se depois para fazer frente a qualquer transbordo. Concentre-se nas ‘gorduras boas’ e evite as ‘gorduras más’.
As gorduras boas, que se encontram nos frutos secos, sementes e no peixe, fornecem os ácidos gordos essenciais a que o seu corpo pode dar bom uso. Contudo, com frequência falta um ácido gordo em particular o ómega 3, que se encontra no peixe gordo, tal como as sardinhas, cavala, salmão e atum. Por isso mesmo convêm comer três ou quatro doses de peixe gordo por semana, para garantir que está a dar ao seu corpo a dose certa de ómega 3.

FONTE:  Erhnam.com
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers