Benefícios da musculação em idosos


Os exercícios anaeróbicos, também chamados de exercícios resistidos ou de musculação, envolvem curtos impulsos de esforço seguidos por períodos de descanso, resultando no desenvolvimento de força e hipertrofia muscular (aumento da massa dos músculos).

Muitas estudos sugerem que os exercícios resistidos, quando prescritos e supervisionados de uma forma apropriada, apresentam efeitos favoráveis em  diferentes aspectos da saúde de qualquer indivíduo.Neste contexto, podemos citar: um aumento da força muscular com melhoria da resistência aos esforços, bem-estar mental e social, além de um impacto positivo sobre os fatores de risco cardiovasculares, como a obesidade, hipertensão arterial e diabetes.

O envelhecimento tende a produzir processos degenerativos em cartilagens, ligamentos, tendões e músculos, além de reduzir a massa óssea. Esses efeitos são potencializados pelo sedentarismo, achado muito comum entre os idosos. A composição corporal tende a piorar no envelhecimento sedentário devido ao aumento do tecido gorduroso e uma redução das massas óssea e muscular.

Todas as qualidades de aptidão física apresentam redução em seus níveis nas pessoas que envelhecem de forma sedentária.As pessoas idosas sentem os efeitos do sedentarismo nas limitações que encontram para a vida diária, e nas doenças crônicas manifestas ou de difícil controle.

A atividade física em geral apresenta efeitos que se contrapõem aos do envelhecimento sedentário, mas os exercícios de musculação tem se mostrado como os mais adequados para essa finalidade.A massa muscular e a força diminuem em todas as pessoas na terceira dade. A perda de massa muscular ocorre basicamente devido a processo degenerativo do sistema nervoso, que leva ao desaparecimento de células nervosas da medula espinal.

A diminuição da velocidade dos movimentos apresenta paralelismo com a redução da massa muscular e da força. Sem estímulos adequados, são observados importantes reduções de massa e força musculares durante o envelhecimento.

Os exercícios resistidos são atualmente reconhecidos como os mais importantes para pessoas idosas, não apenas pela eficiência dos efeitos promotores de saúde músculo-esquelética, pelo alto grau de segurança geral, mas também, pelos seus estímulos à saúde cardiovascular. Além disso, pessoas idosas com frequência tem dificuldades para realizar exercícios aeróbicos, mesmo que suaves, como caminhar.Os fatores limitantes podem ser dores nas articulações e na coluna vertebral, tonturas, falta de equilíbrio, angina do peito, arritmias cardíacas e falta de ar.

FONTE: Cliquesaude.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers