Gelatina e seus Beneficios


por Thais Szegö / design Fabiana Rodrigues
Revista SAÚDE!, Edição 251, de Agosto de 2004




1. É verdade que a gelatina enrijece o corpo?
Wanda Monteiro Lopes, por e-mail

“Sim, porque contém nove dos dez aminoácidos essenciais ao corpo”, responde a nutróloga Tamara Mazaracki, do Rio de Janeiro. Os aminoácidos são importantes nesse caso porque favorecem a síntese do colágeno, substância que ajuda a sustentar os tecidos. A especialista em medicina estética Isabella Rostock, da Clínica Viteé, no Rio de Janeiro, concorda: “A gelatina pode até ajudar na formação da massa magra, o que deixa o corpo mais firme, mas isso desde que você pratique atividade física”, ressalva.

2. Consumir gelatina com regularidade ajuda a prolongar a juventude?
Eunice Pinto Duarte, Belo Horizonte, MG

“Ela é boa para a saúde”, resume o engenheiro de alimentos Valdemiro Sgarbieri, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior paulista. Isso não quer dizer que prolongue a juventude. “Seus aminoácidos são úteis na manutenção dos ossos, das cartilagens, dos tendões e da pele. Mas de nada adianta consumir grande quantidade de gelatina sem adotar outros hábitos saudáveis”, avisa Isabella Rostock.

3. Quais as diferenças entre gelatina em folha e em pó?
Sonia Regina Olhiara Anselmo, São Paulo, SP

No que se refere a valores nutricionais, são praticamente iguais, pois ambas têm a mesma matéria-prima: colágeno hidrolisado. A forma de preparo é que pode representar alguma diferença, mas apenas no aspecto culinário. “A versão em folhas facilita a dosagem graças ao desenho quadriculado na superfície”, opina Celia Ito, nutricionista da Dr. Otker. “Isso é importante porque pequenas variações na quantidade já podem comprometer o sucesso de certas receitas.”

4. Posso substituir a gelatina comum por gelatina em cápsulas?

Iracy Gomes, São Paulo, SP

Poder, pode. Ambas oferecem os mesmos benefícios. Porém, considerando que a dose mínima para obtê-los é de 10 gramas de gelatina por dia, você precisaria ingerir 20 cápsulas, já que cada uma delas contém só 500 miligramas. “Se preferir o suplemento, a forma em pó leva vantagem. Nesse caso, basta ingerir 1 colher de sobremesa”, indica Tamara Mazaracki. “Sem contar que a ação da gelatina em pó é mais rápida”, completa Valdemiro Sgarbieri. Já aquela gelatina colorida e com sabor de infância não é tão eficiente para a formação do colágeno.

5. Ouvi dizer que gelatina faz bem à pele do rosto. É verdade?

Anderson Mascarenhas Santos, Santo Antônio de Jesus, BA

Sim. “Como a gelatina é uma das maiores fontes de aminoácidos que estimulam a formação do colágeno, auxilia na nutrição dos tecidos”, confirma Tamara Mazaracki. “Por isso, ajuda mesmo a manter a elasticidade da pele”. Nunca é demais lembrar, porém, que você deve encarar esse alimento como um dos itens de uma alimentação equilibrada.

6. Quais as quantidades de carboidratos, proteínas e gorduras presentes na gelatina comum e na diet?

Flávio Sérgio Jorge de Freitas, São Paulo, SP

Segundo a nutricionista Monica Bieler, do Espaço Stella Torreão, no Rio de Janeiro, nenhuma das duas tem gordura na sua composição. Quanto aos demais nutrientes, dê uma olhada na tabela comparativa abaixo — calorias incluídas —, considerando 100 gramas do produto pronto.

7. É verdade que a gelatina fortalece as unhas e acaba com a queda de cabelo?
Yvone da Penha Galhardi, São Roque, SP
 
“O consumo regular ajuda a aumentar a espessura das unhas e do cabelo, o que os torna mais fortes. Além disso, acelera o crescimento”, diz Valdemiro Sgarbieri. Tamara Mazaracki concorda: “O colágeno forma a matriz onde os minerais se fixam para deixar as unhas fortes e os fios brilhantes e resistentes”. Já Isabella Rostock tem uma opinião diferente: “A gelatina não tem tanto poder. Ela pode até ajudar a reverter a fragilidade dessas estruturas em caso de carência alimentar. Mas, se você estiver com queda de cabelo ou unhas fracas, procure um médico.”

8. Comer gelatina antes das refeições diminui o apetite? Por quê?

Tania Muraoka, São Paulo, SP

Sem dúvida, de acordo com os especialistas consultados. A gelatina tem a capacidade de se ligar a uma grande quantidade de água. Por isso, dá a sensação de saciedade e diminui os riscos de exagerar à mesa. “Pelo mesmo motivo — e também por ser pouco calórica — é tão usada como ingrediente de musses, sopas, sucos e sorvetes”, lembra Tamara Mazaracki.

9. Suplementos à base de gelatina podem ajudar na prevenção da celulite e da flacidez?
Marcelo Machado Alvarez, Niterói, RJ

“Contra a flacidez, eles podem ser um fator a mais para a prevenção, mas, isoladamente, não têm efeito”, avalia Isabella Rostock. “Hábitos saudáveis ainda são mais importantes para nutrir, oxigenar e manter firmes os tecidos”. Já para combater a celulite, são completamente inócuos. “Não há comprovação científica sobre a ação da gelatina contra as depressões na pele”, afirma Valdemiro Sgarbieri. “A celulite é um processo multifatorial e a gelatina não tem o poder de amenizá-la”, concorda Tamara Mazaracki.

10. Qual é a matéria-prima da gelatina e quais os principais benefícios para a saúde?
Maria Crisóstomo de Arruda Rodrigues, Brasília, DF

“A gelatina é extraída da pele, das cartilagens e dos ossos bovinos — ricos em colágeno, a principal proteína estrutural dos tecidos e dos ossos”, conta Celia Ito, nutricionista da Dr. Oetker. “A conversão do colágeno (proteína insolúvel) em gelatina (proteína solúvel) é resultado de um procedimento físico e químico.” O produto final desse processo é a gelatina, que, como vimos, preserva articulações, cartilagens, ligamentos e ossos, além de reconstituir e fortalecer o cabelo, as unhas e outros tecidos do corpo. 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Para mais informações entre em contato:
acadhemia@gmail.com
83 98730 5644 (só mensagem).

 

Subscribe to our Newsletter

Contact

Email us: acadhemia@gmail.com

Our Team Memebers